Trânsito de Blumenau: Viaduto da Mafisa caminho livre para ninguém

Dia da abertura do Viaduto da Mafisa no trânsito de Blumenau sobre a BR-470 na Dr Pedro Zimmermann pelo jornalista Cristian Weiss Cristian Edel Weiss para RBS NSC Comunicação Santa Catarina

Publicada originalmente no Santa em 1/6/2010

Clique para ver em pdf


Primeiro dia de trânsito intenso congestiona marginais, enquanto Viaduto da Mafisa permanece vazio

CRISTIAN EDEL WEISS
BLUMENAU

O caminhoneiro Adelir de Souza se surpreendeu ao sair de casa na manhã de ontem. O trajeto diário de cinco quilômetros, feitos em 10 minutos pela Rua Dr. Pedro Zimmermann, da Weg à esquina com a Rua Frederico Jensen, teve o tempo de percurso duplicado. O motivo do atraso foi a fila de três quilômetros que se formou na Rua Dr. Pedro Zimmermann. Às 7h30min de ontem a cena era contraditória: enquanto o Viaduto da Mafisa – aberto para o tráfego sábado – permanecia vazio, as marginais de acesso ao trevo da BR-470 estavam obstruídas. Às 18h, os engarrafamentos voltaram a ocorrer no trecho.

– Nunca vi isso. Peguei fila já na entrada do aeroporto. Esperamos tanto tempo para o viaduto ficar pronto e diminuir as filas, mas a situação piorou – indigna-se Souza.

Mesmo os motoristas que trafegavam na Pedro Zimmermann e planejavam seguir pelo viaduto foram impedidos, porque a fila obstruía a entrada da estrutura. Com a abertura do viaduto, os motoristas não podem mais cruzar a Dr. Pedro Zimmermann para entrar ou sair da Rua Frederico Jensen. E as filas, que já eram comuns, foram acentuadas.

A desatenção dos motoristas que trafegaram pela primeira vez no trecho também contribuiu com as filas. De acordo com o gerente da Guarda de Trânsito, Ivonei Leite, 70% dos veículos que saíam das Itoupavas ainda seguiam em direção ao Centro utilizando o trevo da Mafisa, em vez do viaduto.

Ontem à tarde também foi registrado o primeiro acidente sobre o viaduto. Um ciclista foi atropelado por um ônibus coletivo e teve fraturas na perna direita e no braço.


Dia da abertura do Viaduto da Mafisa no trânsito de Blumenau sobre a BR-470 na Dr Pedro Zimmermann pelo jornalista Cristian Weiss Cristian Edel Weiss para RBS NSC Comunicação Santa Catarina
Reportagem foi manchete do Santa

Motoristas devem optar por vias alternativas

Doutor em Engenharia de Tráfego e Transportes, Ivo Reinhold acredita que a mudança de comportamento dos motoristas ajude a amenizar o impacto no trevo. Reinhold sugere que os condutores que pretendem seguir pela BR470 busquem como alternativa as ruas Frederico Jensen e Ari Barroso. Lá, a rotatória existente pode distribuir o tráfego e desafogar o cruzamento de veículos no trevo da Mafisa.

– Os motoristas devem pensar além, não é apenas um viaduto que vai resolver o problema do trânsito. Apesar de percorrer um caminho mais longo, pelo menos o trânsito flui mais. Gasta-se menos combustível e o estresse é menor – garante.



Como ficou o trânsito ontem

 A partir das 6h30min começaram as primeiras filas no cruzamento entre a rodovia BR-470 e a Rua Dr. Pedro Zimmermann. Aos poucos, o engarrafamento começou a se estender nas duas vias  


 Motoristas que pretendiam seguir sobre o viaduto não conseguiam acessá-lo por estarem presos à fila


 Quem fez o retorno para seguir em direção à Itoupavazinha ingressava na fila já formada desde a rotatória


 Veículos que saíam da Itoupavazinha e precisavam fazer retorno no trevo ou acessar a BR-470 também permaneciam na fila

 Especialista em Engenharia de Tráfego e Transportes, Ivo Rogério Reinhold sugere que a Rua Frederico Jensen passe a ser mão-única com o sentido Dr. Pedro Zimmermann Itoupavazinha. A manobra estimularia motoristas vindos das Itoupavas que querem seguir para a BR-470 a usarem o trevo da rodovia com a Rua Ari Barroso. O percurso seria mais longo, mas o tempo do trajeto mais curto. O gerente da Guarda de Trânsito, Ivonei Leite, garante que, embora a rua ainda não seja mão-única, a rota alternativa já pode ser feita pelos motoristas que desejam acessar a rodovia para fugir das filas 

 O especialista também cita como alternativa a criação de uma rampa de retorno para a BR-470, instalada no final do viaduto, na pista da direita. Os motoristas que vêm da Rua Pedro Zimmermann não precisariam contornar a rotatória para acessar a rodovia, diminuindo o transtorno na rótula


Leia mais sobre o tema


28/5/2010:
Viaduto da Mafisa em Blumenau: Acesso à BR-470 é liberado
Jornal de Santa Catarina





29/5/2010:
Trânsito de Blumenau: O que muda com o Viaduto da Mafisa
Jornal de Santa Catarina






Voltar para a Portfólio Voltar para a Home

Nenhum comentário:

Postar um comentário