Paisagismo urbano: Decoração para ninguém ver

Paisagismo urbano em Blumenau ciprestes Rua XV de Novembro abandonadas na Vila Germânica CDL fará manutenção Cristian Weiss Cristian Edel Weiss Jornal de Santa Catarina RBS NSC Comunicação

Publicada originalmente no Santa em 11/5/2010

Clique para ver em pdf


Plantas ornamentais que arborizavam a Rua XV estão abandonadas nos fundos do Parque Vila Germânica

CRISTIAN EDEL WEISS
BLUMENAU

A intenção era boa: dar vida à Rua XV de Novembro com plantas ornamentais que só precisassem ser trocadas a cada cinco anos e ficassem mais bonitas do que as artificiais usadas em datas comemorativas. Mas os 75 ciprestes comprados pela Secretaria de Turismo em novembro de 2008 hoje estão ressecados pela ação do tempo, 45 deles nos fundos do Setor 3 do Parque Vila Germânica, longe da vista de qualquer um. Os outros 30 enfeitam os portões de acesso ao centro de eventos.

Os ciprestes foram comprados no pacote de decoração para o Natal, mas só ficaram no Centro entre fevereiro e abril de 2009, quando o secretário de Turismo José Eduardo Bahls de Almeida, que acabara de assumir o cargo, pediu para que fossem retirados.

– Foram retirados porque não tinham a finalidade do paisagismo que pretendemos para a Rua XV. É um tipo de árvore que exige muitos cuidados, porque cresce rapidamente e seca – justifica.

Se plantas voltarem ao Centro, CDL paga a manutenção 

O investimento foi de R$ 4,5 mil para a compra dos vasos e plantas, fora a manutenção mensal de R$ 200. Bahls de Almeida afirma que os vasos só vão voltar para o Centro em atividades comemorativas. No entanto, não foram usados no último Natal nem nesta Páscoa. Presidente da Vila Germânica, Norberto Mette era secretário de Turismo na época em que as plantas foram para a Rua XV.

– Elas ficariam o ano todo lá para enfeitar. Na Vila, elas estão sendo utilizadas na decoração do parque e de alguns eventos, dentro do possível. Mas nem sempre tem como cuidar de todas – explica Mette.

Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Paulo César Lopes aprova o uso do ornamento para decorar as calçadas das lojas. Pretende discutir com o Conselho Municipal de Turismo, do qual também é presidente, o retorno das plantas para o Centro.

– É um ornamento que poderia embelezar a cidade. Vamos discutir e, se necessário, a própria CDL poderá cuidar da manutenção dessas plantas – informa.

O Santa noticiou

 Na edição de 10 de fevereiro de 2009, reportagem mostrou a colocação de 25 vasos com ciprestes na Rua XV de Novembro. Intenção da Secretaria de Turismo era colocar mais 70 vasos até a Páscoa e deixá-los permanentemente na via.


Voltar para a Portfólio Voltar para a Home

Nenhum comentário:

Postar um comentário