Contando as horas para a folia


Publicada originalmente no Santa em 11/2/2010

Clique para ver em pdf


O samba dita o ritmo da noite e anima o público no Setor 1 da Vila Germânica

CRISTIAN WEISS e DANIELA PEREIRA
BLUMENAU

Ao ritmo do samba, as mãos não resistiram e a mesa de bar virou pandeiro improvisado. Seguindo o compasso da banda Confraria do Samba, um grupo de cinco senhoras se anima a cada canção de raiz, tocada em frente ao Setor 1 da Vila Germânica. A festa informal é um aperitivo do Carnaval que se aproxima.

A mais animada delas é a costureira Dina de Paula, 58 anos. Habituada aos carnavais do Rio de Janeiro e de São Paulo, de onde migrou há seis anos, ela assume que gosta mesmo é do ritmo contagiante, que diz sentir falta em Blumenau.

– A cidade precisa mais disso (das rodas samba). Para mim, não precisa nem ter desfile de Carnaval. Se for batuque eu estou dentro – admite, com bom-humor.

Amiga de folia, a aposentada Deliani Travasso, 44, é frequentadora assídua das Rodas de Samba na Vila, que ocorrem todas as quartas-feiras à noite. Para ela, é uma preparação indispensável para o Carnaval e uma opção de lazer que deveria ser expandida para o ano todo.

– Faltam encontros em Blumenau para ouvir um bom samba e trazer a família – considera.

Para os foliões da cidade, o mestre-sala manda avisar: prepare a fantasia porque na sexta-feira tem Baile de Carnaval. A festa começa às 19h, no setor 1 da Vila Germânica. Novamente, a animação será comandada pelo grupo Confraria do Samba, acompanhado da Banda Lino e Orquestra.

O Carnaval ainda resiste

Apesar da morte anunciada em janeiro pela prefeitura, um grupo de resistência garante que a tradicional folia na rua está garantida. Mas não no Centro. Domingo, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Mocidade Unidos do Bairro tomará a Rua Johann Sachse, Bairro Salto do Norte, mostrando que uma parcela dos blumenauenses adotou a festa. E gosta muito.

– Estamos trabalhando desde 2002 e vamos mostrar este ano que Blumenau pode, sim, ter um Carnaval de primeira – disse Amaro França, o Dime da Mocidade, fundador e compositor da escola.

Os preparativos começaram no final de janeiro, com a construção dos três carros e algumas alegorias da escola. Os temas principais serão educação, habitação e o próprio Carnaval, renegado este ano pelo governo municipal. O amor pela festa será entoado no samba enredo, que também serve, segundo Dime, como resposta “à tentativa de matar uma tradição brasileira”.

O atual presidente da escola, Luiz Carlos Pereira, contou que quando Dime propôs montar a agremiação, todos ficaram desconfiados, mas hoje, quando o grupo vai para a rua é maravilhoso. Todos podem participar, basta ir até lá e brincar até cansar.

GRES Unidos do Bairro

■ Foi fundada em 18 de agosto de 2002 no Bairro Salto do Norte, através da união entre o santista Amaro França e um grupo de pagode ■ Começou com poucas pessoas, a bateria tinha 10 integrantes. Hoje, está com 350 componentes e com mais de 40 pessoas na bateria ■ Todos os anos, apresenta um samba enredo próprio, com temas relacionados ao cotidiano da cidade ■ A agremiação é uma instituição sem fins lucrativos e depende de doações. O desfile deste ano contará com o apoio de comerciantes do bairro



GRES Unidos do Bairro

Fazendo andando pra quem não gosta desta cultura popular que é o Carnaval

Compositor: Dime Mocidade

Tim, tim 
Alô Blumenau 
No céu estrela brilhou 
No Salto do Norte 
E Mocidade iluminou 

Que lindo 
É ver vocês aqui de novo 
Unidos pelo mesmo ideal 
Semeando a semente 
Da cultura 
Desta magia que é o Carnaval 

Olha aí 
Língua de trapo 
Seca pimenteira 
Deixa o povo brincar 
Você não gosta 
Mas tem quem vai gostar 
Se não ajuda não vem para atrapalhar 
E a mocidade fazendo andando 
Pra quem vem nos criticar 
Nossa cultura e sempre será 
Uma festa popular 

Tim, tim 
Alô Blumenau 
No céu estrela brilhou 
No Salto do Norte 
E Mocidade iluminou 
Surgiu uma estrela colorida 
Nela o povo vira esperança 
De ver um Brasil bem melhor 
Mesa farta, dinheiro em caixa 
Saúde, moradia, educação 
Aposentado pulando de alegria 
E no sorriso da criança 
O futuro da nação 



Serviço Carnaval - Sexta-feira tem o Baile de Carnaval no Setor 1 do Parque Vila Germânica, às 19h. Ingressos custarão R$ 2. Pessoas fantasiadas terão acesso livre. Domingo, às 14h, começa a concentração da Mocidade Unidos do Bairro na Rua Johann Sachse. O desfile começa às 15h30min. A participação é gratuita e não é obrigatório usar fantasia.



Voltar para a Portfólio Voltar para a Home

Nenhum comentário:

Postar um comentário