Chuva em SC: barragem transborda no Vale do Itajaí

Com chuva e ameaça de enchente, barragem de Taió transborda e gera preocupação no Vale do Itajaí, em reportagem de Cristian Edel Weiss, Cristian Weiss, para Zero Hora, Diário Catarinense e Jornal de Santa Catarina, da RBS, NSC Comunicação

Publicada originalmente em Zero Hora, Santa e Diário Catarinense em 27/4/2010

Clique para ver em pdf


Mais água a caminho

Barragem de Taió transbordou, mas efeito será sentido em Blumenau a partir da noite de hoje


CRISTIAN WEISS
TAIÓ

Quando a superfície do Rio Itajaí D’Oeste alcançou o limite de 21 metros da Barragem de Taió, às 13h10min de ontem, o excedente já tinha destino certo: descer o curso do rio e desembocar em Blumenau entre 24 e 28 horas depois. Como o nível da água subiu 10 centímetros por hora, às 19h o gerente de Obras Hidráulicas e Barragens do Deinfra, Guilherme Rodolfo Bresciani, decidiu abrir duas das sete comportas para escoar o volume de água, que já estava em 21,56 metros, e não comprometer a estrutura da represa. Às 2h de hoje, outras duas comportas seriam abertas, seguida de mais duas às 4h. A última comporta seria liberada às 8h.

– Como a água está sendo liberada aos poucos, o impacto será reduzido. Por conta da abertura das comportas, o nível do Rio ItajaíAçu em Blumenau e Rio do Sul deve aumentar de 10 a 15 centímetros até hoje à tarde – explica Bresciani.

A medida foi tomada após reunião, no início da noite, com representantes da Defesa Civil e prefeitos do Vale, e só foi executada quando o nível do rio começou a se estabilizar. Estava em 8,36 metros em Blumenau às 22h com previsão de baixar mais de madrugada.

Desde as 13h de ontem, as duas comportas que estavam abertas haviam sido fechadas para conter o volume de água que atingiu oito metros no Centro e invadiu ruas e casas nos bairros Victor Konder, Padre Eduardo e na localidade Barra do Lobo. Cerca de 60 famílias tiveram de deixar os imóveis.

As outras duas barragens do Vale operam dentro do normal. Às 22h de ontem, a de Ituporanga operava com 43% da capacidade e a de José Boiteux com 52,9%.

Com chuva e ameaça de enchente, barragem de Taió transborda e gera preocupação no Vale do Itajaí, em reportagem de Cristian Edel Weiss, Cristian Weiss, para Zero Hora, Diário Catarinense e Jornal de Santa Catarina, da RBS, NSC Comunicação
Reportagem foi manchete do Santa


Última vez que a barragem transbordou foi em 2001

Em vez de receio, a queda de água que se formou após o enchimento da barragem Oeste ontem se transformou em espetáculo aos moradores locais. Desde que transbordou, centenas de pessoas de Taió e de municípios vizinhos desafiaram a chuva e se revezaram às margens do Rio Itajaí-Açu para observar o espesso véu de água que vertia da barragem.

– Quando tem iminência de enchente, todo mundo vem da região para observar, porque é um efeito bonito que nem sempre acontece – conta o comerciante Caio Reis, 55 anos.

Desde outubro de 2001, o nível do Rio Itajaí-Açu não ultrapassava 21 metros, suficiente para transbordar. Por motivos de segurança, a visitação pública à barragem foi suspensa.


Previsão do tempo 

 A frente fria que trouxe chuva ao Estado deve se afastar hoje. A tendência é que o tempo permaneça com nebulosidade, mas não irá chover. Segundo o Sistema de Previsão do Tempo do Epagri/Ciram, ontem à tarde as nuvens carregadas já se afastavam

 A formação da frente fria, associada a um ciclone extratropical vindo do Rio Grande do Sul, migra para o Sudeste a partir de hoje. Segundo a Central RBS de Meteorologia, as temperaturas devem sofrer queda

Evolução do Rio Itajaí-Açu

Em Blumenau (em metros)

Ontem
22h   8,36
21h   8,40
20h   8,46
19h   8,46
18h   8,44
17h   8,44
16h   8,40
15h   8,40
14h   8,44
13h   8,44
12h   8,44
11h   8,40
10h   8,40
9h     8,34
8h     8,26
7h     8,18
6h     8,02
5h     7,88
4h     7,72
3h     7,60
2h     7,38
1h     7,20
0h     7,06

Domingo
23h   6,94
22h   6,78
21h   6,66
20h   6,50
19h   6,34
18h   6,12


O que se comentou na internet


A barragem Oeste não foi dimensionada para eventos extremos. A ampliação deveria estar na pauta do governo.

Alexandre Gonçalves da Rocha,
de Itajaí, no blog Chuva em SC,
em www.santa.com.br, às 15h42min


Estou com dúvidas dessa meteorologia. Em 2008 não funcionou. E as barragens? Ouvi que vai transbordar às 13h.

Suelen Jaqueline,
no Orkut, às 11h16min 

Blumenau deveria estar preparada, acionando o alerta à população que se vê desorientada e vulnerável. 

Ivan Day,
de Blumenau, no blog Chuva em SC,
em www.santa.com.br 



Com chuva e ameaça de enchente, barragem de Taió transborda e gera preocupação no Vale do Itajaí, em reportagem de Cristian Edel Weiss, Cristian Weiss, para Zero Hora, Diário Catarinense e Jornal de Santa Catarina, da RBS, NSC Comunicação

CHUVA EM SC

Um vale de preocupações

Nível do Rio Itajaí-Açu atingiu limite de 21,5 metros. Comportas de Taió precisaram ser abertas

CRISTIAN WEISS E CRISTINA VIEIRA
TAIÓ


Apesar da expectativa de tempo bom para hoje, o clima ainda é de alerta no Estado. A principal preocupação da Defesa Civil é monitorar como cidades do Vale do Itajaí vão absorver a água da Barragem Oeste, em Taió, no Alto Vale. Duas comportas precisaram ser abertas ontem à noite.

A superfície do Rio Itajaí-Açu alcançou o limite de 21 metros às 13h10min de ontem. Às 19h, duas das sete comportas foram abertas para liberar o volume de água, que já estava em 21,5 metros, e não comprometer a estrutura da represa. Às 2h de hoje, outras duas comportas seriam abertas, seguidas de mais duas, às 4h. A última comporta seria liberada a partir das 8h. – Como a água está sendo liberada aos poucos, o impacto será reduzido.

Por conta da abertura das comportas, o nível do Rio Itajaí-Açu em Blumenau e Rio do Sul deve aumentar de 10 a 15 centímetros até hoje à tarde – disse o gerente de Obras Hidráulicas e Barragens do Deinfra, Guilherme Rodolfo Bresciani.

A medida foi tomada após uma reunião, no início da noite de ontem, com representantes da Defesa Civil e prefeitos de municípios do Vale, e só foi executada quando o nível do rio começou a se estabilizar.

As outras duas barragens que compõe o sistema de cheias do Vale operam dentro da normalidade. Às 21h de ontem, a represa de Ituporanga acumulava 43% da capacidade de 93,5 milhões de metros cúbicos e, José Boiteux, operava com 52,9% da capacidade de 357 milhões de metros cúbicos.

Em todo o Estado, o número de pessoas em abrigos públicos chegava a 4,1 mil. A Defesa Civil somava 1,1 mil casas atingidas. Até as 21h, 45 cidades haviam comunicado problemas – 14 delas decretaram situação de emergência.

Em Blumenau, foram registrados 77 deslizamentos de terra. O acesso ao Bairro Progresso foi interrompido. Vinte famílias foram orientadas a sair de casa para evitar problemas.

O diretor estadual da Defesa Civil, Emerson Neri Emerim, disse que o Estado está acompanhando a situação das cidades atingidas.

– Todos os abrigos estão ativados. Prefeituras e defesas civis estão monitorando e acionadas. Agora é atender as pessoas que eventualmente precisaram de ajuda.

Ontem, o governador Leonel Pavan esteve em Caçador, no Meio-Oeste, uma das cidades mais afetadas pela chuva. Foram entregues cestas básicas, colchões, cobertores e lençóis para atender desabrigados. As cidades de Rio das Antas, Lebon Régis e Rio do Campo também receberam.

Pavan anunciou que encaminhou à Secretaria da Defesa Civil Nacional pedido de R$ 8 milhões para ajudar os atingidos pelas chuvas.

Com chuva e ameaça de enchente, barragem de Taió transborda e gera preocupação no Vale do Itajaí, em reportagem de Cristian Edel Weiss, Cristian Weiss, para Zero Hora, Diário Catarinense e Jornal de Santa Catarina, da RBS, NSC Comunicação

Cidades atingidas

Anchieta
Agrolândia
Apiúna
Arabutã
Ascurra
Bal. Barra do sul
Barra Velha
Bela Vista do Toldo
Brusque
Caçador
Concórdia
Calmon
Coronel Freitas
Chapecó
Dona Emma
Dionísio Cerqueira
Doutor Pedrinho
Guaruja do Sul
Itaiópolis
Ipumirim
Joinville
José Boiteux
Jaraguá do Sul
Jaborá
Lebon Régis
Lindoia do Sul
Matos Costa
Nova Itaberaba
Penha
Porto União
Presidente Getúlio
Presidente Castelo Branco
Rio das Antas
Rio do Campo
Rio Negrinho
Romelândia
Santa Cecília
Salete
São Bento do Sul
São José do Cedro
Santa Terezinha
Timbó Grande
Três Barras
Videira
Xavantina

As cidades marcadas em vermelho decretaram situação de emergência



4.374
Desalojados 

527
Desabrigados 

121.183
Pessoas afetadas 

1.187
Casas atingidas


Para quem pedir ajuda 

190
Defesa Civil 

193
Corpo de Bombeiros

Qual a diferença de desabrigados e desalojados?

Desabrigados: pessoas que estão em abrigos públicos

Desalojados: pessoas que tiveram de sair de suas casas e estão em casas de parentes ou amigos

Pessoas afetadas: todos que direta ou indiretamente tiveram que deixar de fazer alguma coisa por causa da chuva, como por exemplo cancelamento de aula ou de trabalho


Com chuva e ameaça de enchente, barragem de Taió transborda e gera preocupação no Vale do Itajaí, em reportagem de Cristian Edel Weiss, Cristian Weiss, para Zero Hora, Diário Catarinense e Jornal de Santa Catarina, da RBS, NSC Comunicação

CHUVA EM SC

Chuvarada afeta mais de 120 mil pessoas em SC

CRISTIAN WEISS E CRISTINA VIEIRA
TAIÓ


Ainda traumatizados com a tragédia de 2008, quando uma enxurrada deixou mais de 130 mortes no Estado, os catarinenses voltaram a sofrer e temer os efeitos de mais uma forte chuva.

Até a noite de ontem, 120 mil moradores de 44 municípios haviam sido afetados pelo aguaceiro.

A Defesa Civil concentra suas preocupações em cidades do Vale do Itajaí, que vão absorver a água da Barragem Oeste, em Taió, no Alto Vale. Duas comportas precisaram ser abertas ontem. A superfície do Rio Itajaí-Açu alcançou o limite de 21 metros às 13h10min de ontem.

Às 19h, duas das sete comportas foram abertas para escoar o volume de água, que já estava em 21m50cm para não comprometer a estrutura da represa.

Às 2h de hoje, outras duas comportas seriam abertas, seguida de mais duas, às 4h. A última comporta seria liberada a partir das 8h.

– Como a água está sendo liberada aos poucos, o impacto será reduzido. Por conta da abertura das comportas, o nível do Rio ItajaíAçu em Blumenau e em Rio do Sul deve aumentar de 10 a 15 centímetros – disse o gerente de Obras Hidráulicas e Barragens do Deinfra, Guilherme Rodolfo Bresciani.

Em Blumenau, foram registrados 77 deslizamentos de terra. O acesso ao bairro Progresso foi interrompido. Vinte famílias foram orientadas a sair de casa.

O diretor estadual da Defesa Civil, Emerson Neri Emerim, disse que o Estado está acompanhando a situação das cidades atingidas.

– Todos os abrigos estão ativados. Prefeituras e defesas civis estão monitorando e foram acionadas. Agora é atender as pessoas que eventualmente precisaram de ajuda.

O aguaceiro prejudicou também as estradas. Quatro rodovias do Estado foram interditadas por causa de queda de barreiras e defeitos na pista provocados pela chuva.

Ontem, o governador Leonel Pavan anunciou que já encaminhou à Secretaria da Defesa Civil Nacional pedido de R$ 6,5 milhões para atender os atingidos pelas chuvas.

Os números

4.636
pessoas deixaram suas casas para se abrigar em locais públicos ou residências de amigos

120.863
pessoas afetadas (direta ou indiretamente tiveram de deixar de fazer alguma coisa por causa da chuva, como por exemplo cancelamento de aula ou de trabalho)

8
Feridos 

1.189
Casas atingidas

14
Cidades em emergência


ESTRAGOS PELO ESTADO VIZINHO

Itajaí 
Segundo a Defesa Civil, 250 pessoas tiveram de abandonar suas casas com a cheia do rio.

Penha 
O excesso de chuva deixou 2,1 mil desalojados em Penha, o mais afetado, tanto que a própria Defesa Civil estadual decretou situação de emergência.

Caçador 
Segundo contabilidade da Defesa Civil, 130 pessoas foram levadas para alojamentos, ginásios e centros comunitários. O Rio do Peixe voltou a subir ontem, atingindo 2,6 metros acima do normal. Ontem, o governador Leonel Pavan visitou a cidade. Foram entregues cestas básicas, colchões, cobertores e lençóis para atender desabrigados.

Lindoia do Sul 
A queda de um barranco na SC488 na noite de domingo bloqueou o único acesso asfaltado do município.

Concórdia 
Com a cheia do Rio Queimados, que subiu até cinco metros em um trecho de um quilômetro, 56 pessoas ficaram ilhadas.



Voltar para a Portfólio Voltar para a Home

Nenhum comentário:

Postar um comentário